quinta-feira , 26 de julho de 2018

Guia da Comida Japonesa para Iniciantes

comida japonesa

Muitas pessoas não conseguem se imaginar dispensando o bom e velho garfo e comendo peixe cru com o auxílio de palitinhos. A ideia pode parecer estranha para os que não estão acostumados, mas a verdade é que a comida japonesa é apreciada por milhões de pessoas em todo o mundo. Sua popularidade dentre os restaurantes internacionais aumentou tanto que atualmente é tão fácil encontrar restaurantes japoneses quanto pizzarias nas grandes cidades. Todo esse sucesso se deve não somente ao sabor exótico, mas também ao diferencial saudável que a maioria dos pratos japoneses tem.

Muitas pessoas deixam de provar a comida japonesa por medo de não apreciarem o seu sabor, devido à falta de prática na hora de escolher o que comer. Pensando nisso, preparamos um guia para que você possa aproveitar o que a culinária japonesa tem de melhor. Confira:

Hashi: O primeiro passo para apreciar os pratos japoneses é aprender a comer com o hashi. Ingerir comida japonesa com garfo e faca não é recomendado, já que os japoneses consideram a faca uma arma e, por essa razão, ela não deve ser levada à mesa. Faça isso apenas em último caso. O uso do hashi requer um pouco de prática, mas não é nenhum bicho de 7 cabeças. Siga esses passos:

 

Fonte: home4two.com

Fonte: home4two.com

Principais pratos:

Sushi: O mais famoso prato japonês é um bolinho de arroz coberto por peixes e frutos do mar crus. No geral, você deve comer o sushi de uma vez, enfiando-o todo na boca. Os tipos mais conhecidos de sushi são o nigiri, o gunkan, o norimaki e o chirashi, além do temaki, que é um cone de algas recheado com arroz, peixe cru ou frutos do mar e legumes. Os temakis, que são perfeitos para um lanche rápido, se tornaram tão populares que existem restaurantes especializados na sua venda, conhecidos como temakerias.

Sashimi: São fatias de peixe fresco cru, temperados com shoyu (molho de soja) e wasabi (raiz forte). Os tipos de sashimi mais consumidos são: Maguro (atum), Toro (atum gordo), Ika (lula), Tako (polvo), Ebi (camarão ou lagosta), Saba (peixe cavala) e Sake (salmão).

Tempura: São frutos do mar e vegetais empanados em uma solução de água gelada, ovo e farinha de trigo, fritos em óleo muito quente e servidos com shoyu. São uma excelente opção para quem ainda não se sente pronto para comer alimentos crus.

Hot Roll e Hot Filadélfia: Ambos são bolinhos de arroz com recheio de cream cheese e frutos do mar. A diferença entre eles é que o Hot Roll é envolto em massa folhada, enquanto o Hot Filadélfia é coberto por alga empanada e farinha de tempura.

Saquê: A tradicional bebida japonesa é feita à base de de arroz e água. Pode ser apreciada gelada ou quente e possui teor alcoólico que pode variar entre 10 e 20%. Nos restaurantes, o saquê é servido em um recipiente especial chamado massu. Atualmente, já é possível encontrar o produto em embalagens de papelão, em importadores de bebidas.

Agora que você já sabe o que pedir em um restaurante japonês, veja quais atitudes você deve evitar quando estiver à mesa para que a refeição seja um sucesso:

– Use o shoyu em pequenas quantidades e não fique rolando o sushi no molho. Dessa forma, o arroz acaba perdendo a aderência e é certo ter um acidente de percurso até a boca!

– Jamais espete os hashis no arroz ou passe a comida para outra pessoa, de hashi para hashi. Essas práticas remetem aos funerais japoneses. Além disso, durante a refeição, mantenha os hashis sempre próximos, paralelos ao corpo e à mesa e nunca apontando para alguém.

– Quando comer das tigelas, leve-as junto ao corpo ao invés de se inclinar até elas. Ao final da refeição, tampe-as para que sejam retiradas.

– A maneira correta de comer sushi é temperar com shoyu a parte onde está o peixe e levá-lo à boca de forma que o peixe fique em contato com a língua, para sentir melhor o sabor.

Aproveite essas dicas e se delicie com a culinária japonesa!

 

Matérias Relacionadas

Comentários

  1. Ephran disse:

    Super interessantes as dicas. A culinária japonesa também oferece muitas opções de ingredientes e comidas saudáveis. Ano passado, depois de fazer um curso de japonês para iniciantes (que aliás recomendo https://preply.com/pt/skype/professores-japones-para-iniciantes) fui para o japão passar três meses lá, num intercâmbio acadêmico. Fiquei morando em casa de família e aprendi muito sobre a culinária deles. Pena que tem muitos ingredientes que são difíceis de conseguir aqui no Brasil.

Deixe uma resposta

© TeleListas 2016.