quarta-feira , 20 de dezembro de 2017

Como escolher materiais de construção para obra

reforma

Construir
ou reformar demandam muita atenção por parte do consumidor, especialmente na hora de escolher os materiais de construção certos para a obra. A diversidade de marcas e de produtos disponíveis no mercado pode confundir quem não tem experiência no assunto. E devido aos altos custos que envolvem as obras, muitos ficam tentados a optar pelas alternativas mais baratas. E o resultado pode surtir efeito contrário, ou seja, o barato sair muito caro. Isso porque produtos de má qualidade podem comprometer todo o trabalho, causando problemas em curto ou longo prazo, como infiltrações, rachaduras, manchas, descolamentos etc. Além da parte estética, é preciso estar atento à qualidade e custo-benefício dos itens.

Antes de tudo, o indicado é contratar o serviço de um arquiteto para ajudar a pensar nas melhores soluções para seu imóvel: planejamento dos cômodos e do espaço, revestimentos, pisos, acabamentos, tintas, objetos de decoração etc. E antes de iniciar uma construção ou reforma, pensar em algumas questões podem ajudar a fazer as escolhas certas em relação ao material usado:

1 – Como é a sua manutenção? Pesquise sobre a necessidade ou não de gastar muito dinheiro e esforço para manter as condições do material ao longo do tempo. A madeira, por exemplo, requer uma manutenção maior e dedetização periódica para não atrair cupins.

2 – Qual é o tempo de vida do material? É importante ter ideia da resistência do material escolhido e para que locais ele é indicado. Os pisos, por exemplo, possuem um índice (PEI) que informa sua resistência a uma série de fatores, como ambientes internos e externos, locais úmidos ou não, tráfego etc.

3 – O material é adequado ao clima da região? Há materiais cuja vida útil e performance variam em função do clima do local em que são usados.

4 – Há mão de obra disponível no local da obra capacitada para usar o material escolhido? Não adianta selecionar um material maravilhoso e colocá-lo na mão de um pedreiro que não saberá manuseá-lo. O porcelanato, por exemplo, requer um trabalho mais minucioso e cuidadoso, bem como a colocação de pastilhas de vidro.

Outro passo importante é comprar os produtos de fornecedores ou lojas de confiança, que trabalhem com materiais de qualidade, possuam compromisso de entrega e preços compatíveis com o mercado. Antes de comprar tudo, pesquise preços e peças orçamentos em várias lojas de material de construção diferentes. Muitas vezes a diferença de preço entre elas pode ser exorbitante. Além disso, é indicado fazer o levantamento da quantidade de material com o acompanhamento de um profissional. Se a obra for gerenciada por um engenheiro ou mestre de obra, são eles a quem o cliente deve recorrer no momento de quantificar o material para evitar gastos extras inesperados depois, que comprometem todo o orçamento.

Veja abaixo algumas informações importantes sobre tijolos, pisos, revestimentos, tintas etc.

Tijolo: A decisão na hora da compra deve ser orientada pelo tipo do projeto, resistência térmica e custo. Nessa escolha, talvez o assunto com peso maior seja o custo. Neste caso, não pense apenas no valor da unidade, mas no valor final das paredes. Para isso, considere a argamassa de assentamento e revestimento. Tijolos mais baratos dão prejuízo, pois a perda é grande e as imperfeições precisam ser corrigidas com aumento na espessura da massa, gastando mais cimento. Há vários tipos de tijolos: tijolo maciço, tijolo baiano, tijolo laminado, tijolo refratário e tijolo de solo-cimento são os mais comuns. Peça a ajuda de um especialista para ver qual se adequa melhor à sua construção.

Pisos: Entre os pisos frios, o porcelanato, apesar de mais caro, é o material mais indicado pelos arquitetos, por sua maior durabilidade. As cerâmicas também são uma boa alternativa, mais econômica. Para áreas externas sujeitas à água, o ideal é um piso antiderrapante. Entre as esmaltadas, seu nível de desgaste é medido pelo PEI, índice que consta da etiqueta da peça e varia de 0 a 5. Quanto maior, melhor a qualidade do produto. Os de nível 4 são indicados para garagem, os de 3 para sala e quarto e os de 2, para banheiro. Além disso, ao escolher um piso, observe seu fundo. Quanto mais avermelhado ele for, maior a quantidade de barro usada na sua fabricação e menor sua resistência. O mesmo vale para azulejos.

Azulejos: Para a área externa, onde o azulejo estará sujeito à intempéries (água, sol, vento etc), escolha um de boa resistência e específico para ambientes externos. Aqui também vale as regras do avermelhado (quanto mais for, mais barro em sua composição e menor a qualidade) e do PEI ( 0 = somente em paredes/ 1 = resistência leve, uso residencial/ 2 = média resistência, uso residencial/ 3 = média resistência, usar em lojas e corredores/ 4 = resistência intensa, usar em locais públicos de grande circulação/ 5 = resistência super intensa, usar em garagens, ambientes de tráfego intenso etc).

Tinta: Há diversos tipos de tintas para áreas internas ou externas da sua casa. Para acertar na escolha, pense nos ambientes em que serão aplicadas e confira a indicação de uso de cada produto: paredes, azulejos, piso, madeira e metal. Optar pela tinta adequada facilita a aplicação, garante bom acabamento e durabilidade. Algumas dicas são importantes: se for pintar uma parede só no reboco, lixe-a e passe selador antes de aplicar a tinta; em áreas externas, prefira as tintas acrílico premium ou epóxi, que possuem maior resistência; para pintar superfícies de madeira ou metais, utilize tinta esmalte; para pintar pisos e azulejos, invista na epóxi; e nos interiores, uma boa opção é a tinta látex PVA. Hoje há versões laváveis, que facilitam a remoção de sujeiras superficiais, desenhos de crianças etc.

Siga essas dicas e faça sua obra sem aborrecimentos. E, caso precise de orientação ou se tiver alguma dúvida, peça a ajuda de um arquiteto ou engenheiro. E se a ideia é construir do zero, talvez contratar os serviços de uma empreiteira seja uma opção prática e mais econômica.

E para encontrar os melhores preços de pisos, revestimentos e outros materiais de construção, procure no Pesquise Preços do TeleListas.net.

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

© TeleListas 2016.