quinta-feira , 10 de abril de 2014

Dos 84% de brasileiros que opinaram em enquete, 50% são contra uma intervenção militar no país

enquete imagem
No dia 22 de março, manifestantes se reuniram na Praça da República, em São Paulo, para realizar uma nova versão da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”. A reedição do movimento, que aconteceu pela primeira vez há 50 anos, em 19 de março de 1694, e reuniu 500 mil pessoas, reivindica o retorno dos militares ao poder no Brasil.

Os manifestantes da “Marcha da Família”, apoiados por políticos como Jair Bolsonaro, pedem intervenção militar “para retirar do poder os políticos corruptos, moralizar os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, promover valores morais e então convocar novas eleições apenas para fichas limpas”. Convocado pelo Facebook, o evento tinha 2,1 mil confirmações na rede social. No entanto, de acordo com a Polícia Militar de São Paulo, cerca de mil pessoas participaram do ato, enquanto líderes do movimento afirmam que havia um número bem maior: 3 mil manifestantes. No Rio de Janeiro, aproximadamente 200 pessoas também foram às ruas em nome desta causa.

A marcha se estendeu até a Praça da Sé, onde houve confusão entre os próprios manifestantes devido a discordâncias sobre alguns ideais e pontos de reivindicação.  No mesmo dia, houve também em São Paulo a “Marcha antifascista”, um ato de oposição à “Marcha da Família”.

Para saber a opinião dos brasileiros a respeito deste polêmico assunto, perguntamos em nossa última enquete:

Você é a favor da “Marcha da Família”, que reivindica uma intervenção militar no país?

Sim, acho que a democracia não resolverá os graves problemas do país. : 164 (33,81%)

Não, acho que uma ditadura militar é uma solução incogitável. : 247 (50,93%)

Ainda não tenho uma opinião formada sobre este assunto. : 74 (15,26%)

 

Foram 485 votos ao total. Com 50% dos votos, a opção “Não, acho que uma ditadura militar é uma solução incogitável” ficou em primeiro lugar na enquete, mostrando que grande parte dos brasileiros considera esta uma atitude muito radical. Em segundo lugar, com 33% dos votos, ficou a opção “Sim, acho que a democracia não resolverá os graves problemas do país”, representando os brasileiros que acreditam que apenas uma solução mais drástica e um regime mais rígido seriam capazes de colocar ordem no Brasil. Já 15% dos votantes afirmaram ainda não possuir uma opinião formada sobre o assunto.

O tema é polêmico e gera muitas discussões, mas o fato é que a maior parte da população não acha que esta seria a solução mais ideal para acabar com problemas como a corrupção, a impunidade, a violência etc.
Em nossa próxima enquete queremos saber: Você pratica alguma atividade física regularmente?

Entre no TeleListas.net e participe!

Os comentários estão desativados.

© TeleListas 2019.