segunda-feira , 1 de julho de 2013

Como escolher pisos e revestimentos

Imagem: sxc.hu

Imagem: sxc.hu

Hoje, 1º de julho, é Dia Mundial da Arquitetura!

Esta importante profissão, realizada pelos arquitetos, é de uma enorme importância na criação de ambientes e residências, projetando-os da melhor forma possível com o objetivo de melhorar o aproveitamento dos espaços e promover o bem estar dos clientes. Desta forma, contratar um arquiteto é uma boa alternativa para quem deseja um projeto específico que atenda as necessidades e reflita a personalidade do morador, já que este profissional consegue captar os desejos do cliente e transformá-los em realidade. Quem deseja construir ou reformar uma residência pode contar com o serviço especializado de arquitetos que criam variados projetos para casas, apartamentos, jardins etc.

Um dos aspectos mais importantes quando estamos pensando em construir ou reformar é a escolha certa dos pisos e revestimentos. Além da parte estética, ao comprar esses materiais deve-se levar em conta o local de utilização, durabilidade, impermeabilidade, resistência etc.

Veja abaixo algumas dicas importantes na hora de escolher os pisos e revestimentos da sua casa:

Leve em consideração o ambiente

Os revestimentos são mais utilizados em cozinhas, banheiros e áreas externas, porque esses são ambientes mais propensos a ter contato com líquidos e gorduras. Assim, é necessário pisos e azulejos que sejam mais resistentes, totalmente impermeáveis e fáceis de limpar. Evite revestimentos com detalhes em baixo relevo (entranhas ou porosidade), que podem acumular sujeira, gordura e umidade (causando, posteriormente, o aparecimento de mofo).

Os pisos de madeira, tábua corrida e tacos, além dos laminados costumam prevalecer em ambientes sociais e quartos, pois combinam melhor com os móveis e proporcionam um clima mais aconchegante, além de serem mais sofisticados. No entanto, é preciso ter em mente que este tipo de piso requer muito mais cuidado, pois é menos resistente, arranha mais facilmente e precisa de cuidados especiais na hora de limpar. Já os revestimentos em piso frio são mais práticos, fáceis e limpar (podem, inclusive, ser lavados) e proporcionam uma sensação maior de frescor nos dias quentes de verão.

Na área externa, a preferência deve ser por pisos de alta resistência e antiderrapantes, que garantem a sua segurança quando o chão estiver molhado. Apesar de esta ser a melhor opção, há também a possibilidade de utilizar faixas antiderrapantes, compradas em lojas de material de construção. Esta última deve ser colada em rampas ou outros locais externos que ofereçam perigo aos pedestres.

Leve em consideração o preço

Dependendo do tipo e do modelo do revestimento, o custo de instalação pode sair mais caro. Pisos frios costumam ser bem mais baratos na hora de instalar – e na hora de comprar também, é claro. Já o mármore, que pode ser utilizado como piso na casa inteira, é uma opção sofisticada e também a mais cara de todas. Por isso, a maioria das pessoas apostam na sua utilização apenas em soleiras. Mas, vale ressaltar, as soleiras também podem ser de granito, porcelanato, madeira, ardósia etc. A escolha dependerá do que você vai escolher como piso do ambiente.

A colocação de pastilhas também costuma ter um custo mais alto, já que a colagem deve ser feita com precisão e calma, uma a uma. Além disso, é preciso estar atento ao mau nivelamento do chão ou da parede, que podem comprometer toda a estética. Por isso, se houver qualquer falha, é necessário acertar com massa corrida previamente, antes de iniciar a colocação dos revestimentos. E isso é outro fator que encarece a mão de obra do profissional.

Leve em consideração a qualidade

É claro que nem sempre o mais caro é o melhor. Mas é importante ficar atento à qualidade do revestimento escolhido para que ele tenha uma boa resistência e durabilidade. Piso se escolhe por classe e abrasão. Por exemplo, pisos classes A com P.E.I. 4 ou 5 (grau de resistência do esmalte aplicado no piso para áreas com muita circulação) são os melhores, mais resistentes. Outra coisa a verificar é a cor do barro da cerâmica (no verso das peças): quanto mais claro o barro, melhor, e quanto mais vermelho, a qualidade tende a ser pior.

Procure também comprar marcas conceituadas, ler as informações que constam na embalagem e verificar se possui selo do Inmetro. É bom consultar um bom profissional que conheça as marcas. O cliente pode pedir uma consultoria, por exemplo, que se paga por hora, e o arquiteto ajuda a escolher os materiais. Caso o produto apresente defeitos, o código consumidor oferece a garantia de 90 dias a partir da data impressa na nota fiscal.

Leve em consideração a quantidade

O recomendado é que se compre sempre uma quantidade sobressalente de pisos e/ou azulejos, cerca de 10% a mais. Isso porque, se algum quebrar ou sofrer qualquer tipo de dano durante o tempo de uso, você consegue efetuar apenas a troca individual ou de pequenas peças. Nada garante que você encontrará o mesmo revestimento após alguns anos, o que pode significar ter que trocar todo o piso caso algum se danifique. Por isso, compre um pouco a mais e tenha uma quantidade sobressalente garantida para qualquer imprevisto, antes, durante ou depois da obra.

Leve em consideração o mobiliário

Se você já possui um mobiliário, leve isto em conta na hora de escolher os pisos e azulejos da sua casa. Eles devem harmonizar entre si para não criar uma atmosfera visualmente poluída, onde nada combina com nada. Por exemplo: se todos os seus móveis são de madeira crua, colocar um piso de madeira pode deixar o ambiente monótono e sem vida. Neste caso, é pecar pela falta de criatividade. Já o contrário também pode acontecer: se os seus móveis da cozinha são vermelhos, investir em revestimentos azuis e verdes pode comprometer o visual, deixando-o over e pesado. É preciso saber equilibrar.

De maneira geral, os revestimentos para cozinhas devem ser lisos e de tons mais claros para transmitir limpeza. Já os pisos de madeiras e laminados possuem diversos modelos. Entre os mais encontrados estão o assoalho, o decking (para áreas externas), o taco e o parquete que diferem sobre a disposição dos desenhos no chão e suas dimensões.

Leve em consideração a praticidade

Alguns pisos requerem bem mais cuidados do que outros. Por isso, se você é do tipo que quase não tem tempo de limpar a casa, o melhor é investir num revestimento fácil de limpar, como os pisos frios. Mesmo às vezes não sendo a opção mais bonita, certamente é a mais prática, já que só é preciso um pano úmido com alvejante para limpar e pode-se aplicar uma grande variedade de produtos químicos sem causar danos ao revestimento.

Já na limpeza de pisos de madeira e laminados o trabalho é bem maior, pois exige a aplicação de cera e lustre. Além disso, não é possível molhar estes pisos (eles podem mofar ou estufar) e tampouco passar qualquer material de limpeza, pois eles mancham facilmente.

Leve em consideração a variedade

Alguns dos pisos e revestimentos mais utilizados hoje em dia são: porcelanato (brilhoso, fosco ou antiderrapante), piso cimentício (cimento queimado), azulejos, pisos frios, madeira (assoalho, madeira reciclada, taco, parquete, piso laminado etc), pisos vinílicos etc. Leve em conta as dicas acima para escolher a melhor opção para o ambiente desejado. Se ainda estiver em dúvida, consulte um arquiteto.

E esta última dica vai para qualquer piso: evite arrastar móveis e eletromésticos, pois isso danifica de forma irreversível a aparência dos pisos. Limpe bem os pés antes de entrar em casa (para evitar pedregulhos) e evite andar de salto alto para não arranhar o revestimento.

No TeleListas Ophertas há dezenas de promoções de materiais de construção e serviços de mão de obra especializada, além de 50% off em projeto de arquitetura! Que tal aproveitar os preços e fazer aquela tão sonhada reforma? E no TeleListas.net você encontra telefones e endereços de arquitetos em todo o Brasil.

Aproveite!

Matérias Relacionadas

Comentários

  1. curso porcelanato li disse:

    uma boa opção de escolha de pisos existe também no mercado uma piso inovador que é o porcelanato liquido.

© TeleListas 2019.